Quem tem medo da 2ª volta?

A propósito das eleições regionais em França e muito a propósito das Presidenciais em Portugal de 2016 algumas considerações importantes sobre escolhas e decisões dos cidadãos.

Vamos por partes, em Portugal temos sete candidatos declarados ao cargo de Presidente. Aparentemente, e segundo as sondagens quase que parece que este é um passeio de Marcelo. Pode ser mas pode não ser. O fantasma de Freitas do Amaral em 1986 pode pairar numa campanha imbuída em espirito natalício. Entretanto as duas maiores forças de direita dão o seu apoio a Marcelo. A troco de quê e para quê é aquilo que muitos se perguntam. Em Portugal os cidadãos funcionam assim, vais votar em quem? Pá, no Marcelo claro, há melhor? Esta história do há melhor é uma coisa pouco consistente. Pois eu não vou votar Marcelo. Não tenho medo dos candidatos da esquerda nem de nenhum outro. Se acho que não melhor, não votarei Marcelo só porque sim. Nem vou votar em nenhum outro só para Marcelo ganhar. Já tinha escrito isso aqui. O meu voto não se prostitui. Se não acredito em nenhum dos sete não voto, ou por outra voto em branco. O meu voto não serve os interesses de ninguém, não está à venda e por isso tomo aminha decisão em consciência. Aos eleitores de direita que não se identificam com votos de utilidade duvidosa, têm sempre outro caminho para escolher.

Mais para cima na Europa temos a segunda volta das eleições regionais em França. E de repente uns iluminados socialistas apelam ao voto nos republicanos para que a FN não ganhe. Se eu fosse eleitor socialista em França sentir-me-ia defraudado com esta declaração. Isto porque quem vota PSF acredita nas suas ideias e nos seus fundamentos, e de repente vamos todos votar no “inimigo” para o outro inimigo não ganhar.

Faz lembrar a história da bola: espero que ganhe o FCP para o SCP de Jesus não ser campeão!. Como? WTF? Não faz sentido nenhum, parece que somos mais contra os outros do que pelos nossos. Não faz sentido. Assim os Republicanos onde ficaram em terceiro não palearam ao voto no PSF e por isso assumiram a sua responsabilidade. Acho engraçado esta história da FN. Provavelmente isto é mais da responsabilidade dos ditos partidos tradicionais do que mérito do partido de Marine.

Logo á noite logo faremos as contas é certo, mas mais do que isso me parece que os iluminados têm medo das segundas voltas. Porquê? Por causa dos votos uteis, por causa das ideias dos cidadãos, por causa da liberdade de escolher o voto.

Cá, como lá, quem manda na democracia são os eleitores, embora isso possa às vezes cá no burgo não parecer verdade, até porque a democracia interessa todos os dias, e não apenas quando convém.

Às vezes vencem as forças contra-revolucionárias, mas é sem querer ó Jerónimo, ok?

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s