O homem mostra, a mulher esconde no armário – Dulce Garcia

– Isto do cartão da cidadania é muito bonito mas ninguém muda assim as mentalidades.

– É um passo.

– Um passo para quê?

– Para a igualdade.

– Não brinques comigo. Enquanto o mundo for mundo, homens e mulheres serão diferentes e nós seremos discriminadas. A começar pelo questão sexual.

– Como assim?

– Um tipo que acumule namoradas é um D. Juan, uma mulher… bom, não precisas que to diga…

– Não me parece que ainda seja assim.

– Abre os olhos. Estás a ver o Miguel, o ex-marido da Sofia. Sabes quantas namoradas é que ele já teve desde que se separaram.

– Sei lá, duas ou três…

– Cinco. E ela? Adivinha lá.

– Um?

– Sete.

– Caramba!

– Vês? Até tu ficas chocada.

– Não estou chocada, é só que… Não sei, eles separaram-se há tão pouco tempo.

– E daí?

– Mas então qual é o problema de discriminação aqui? Ela até lhe leva vantagem…

– O problema é que ninguém sabe disso.

– Melhor assim, não?

– Não. Nestes casos metade do gozo é fazer com que o ex saiba e se fique a roer. Mas entre ganhar essa medalha e ser apelidada de cabra, ela teve de optar e calou -se. Ele passeia-as por aí de carro. Ela esconde-os no armário. Não é justo, percebes?

Dulce Garcia, Revista Sábado, 30 Maio 2016

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s